Por Wendell Finotti - 20/08/2015

Como aumentar o caixa de uma empresa

Considere o seguinte princípio: uma empresa não quebra por apresentar prejuízos, mas sim por ter déficit de caixa.

É certo que resultados ruins por períodos consecutivos vão acabar acarretando em perda de caixa já que a empresa possui uma série de obrigações a pagar, mas, se ela acumulou uma reserva, isso pode não afetá-la de imediato.

No entanto, déficits de caixa podem ocorrer mesmo em situações de empresas lucrativas por problemas que podem variar desde o nível de inadimplência de seus clientes até mesmo a gestão do ciclo financeiro do negócio.

Para estancar o problema, é necessário descobrir sua causa e trabalhar com afinco e rapidez na sua solução.

Em paralelo, independentemente da causa do déficit de caixa por que uma empresa esteja passando, as seguintes ações colaboram para aumentar o fluxo de caixa de uma empresa:

1- Redução dos prazos concedidos aos clientes: quanto mais rápido um cliente pagar pela compra, mais rápido o recurso entra na empresa, reduzindo a necessidade de capital de giro da empresa para financiar suas vendas.

2- Aumento do prazo de pagamento a fornecedores: esta é outra forma de trazer mais dinheiro para o caixa da empresa. Pagando fornecedores com um prazo superior, mesmo mantendo o prazo de pagamento concedido ao cliente, a empresa consegue reter por maior tempo o recurso em seu caixa antes de fazer o pagamento pelos produtos ou serviços adquiridos de seus fornecedores. Quando a empresa está com dificuldades de captar recursos com instituições financeiras ou quando o custo do capital é elevado, é mais vantajoso para a empresa buscar se financiar com seus fornecedores, mesmo que para isso ela acabe pagando um pouco mais pela mercadoria.

3- Gestão eficiente de estoques: o estoque é um investimento que deve ser muito bem avaliado e gerenciado pelas empresas. É comum empresários investirem em estoque de matéria-prima e acabarem se endividando e comprometendo o caixa da empresa sem um critério que justifique esta atitude. Utilizar o estoque e reduzir o prazo de estocagem de matéria-prima permite à empresa manter os níveis de venda sem ter, necessariamente, que repor boa parte das mercadorias vendidas com seus fornecedores. Para essa estratégia ser eficiente e não causar mais transtornos (perda de venda, atraso de pedidos de clientes, etc.) do que benefícios, a empresa deve implantar um sistema de gestão de estoques que analise as vendas de cada produto, relacionando seus prazos de reposição por seus fornecedores e estabelecer um ponto de pedido, o momento em que um novo pedido deve ser ordenado aos fornecedores para que a empresa não fique desabastecida em uma quantidade tal que ela também não fique com produtos parados por muito tempo dentro do seu estoque.

4- Aumento de preços: O aumento de preços de produtos ou serviços traz uma maior quantidade de recursos para o caixa da empresa, em caso de manutenção do volume de vendas, ou pode manter o faturamento com a venda de uma quantidade menor de produtos. Esta estratégia, para ser bem-sucedida, é necessário vir acompanhada de uma análise de mercado para que o efeito seja positivo e não corra o risco de afastar clientes direcionando-os à concorrência.

Em caso de aplicação da estratégia indicada no item 2, aumento do prazo de pagamento a fornecedores, vir acompanhada de um aumento de preços, é muito importante conseguir repassar aos clientes esta elevação no custo da empresa.

5- Redução de custos e despesas: muitas vezes essa medida implica, num primeiro momento, em aumento de saída de caixa, visto que algumas medidas utilizadas para reduzir despesas podem envolver quebra de contratos com fornecedores e prestadores de serviço (pode haver multas envolvidas) e até mesmo, nos casos mais extremos, envolver demissão de funcionários, onde a empresa deverá pagar em até 10 dias úteis as verbas rescisórias e o pagamento da multa do FGTS.

Entretanto, reduzir custos é um benefício de longo prazo uma vez que a economia gerada refletirá no caixa da empresa por um grande período. 

6- Redução de vendas: essa medida pode parecer inicialmente muito drástica pois toda empresa tem metas ambiciosas de crescimento e reduzir as vendas não parece bem aos olhos de qualquer empreendedor.

Porém, a redução do volume de vendas é uma forma eficiente de recompor o caixa de uma empresa devido principalmente a três aspectos:

i.Reduz a necessidade de capital de giro para financiar seus clientes (vide a medida 1 apresentada acima);

ii.Reduz a necessidade de reposição de estoque (vide a medida 3 apresentada acima)

iii.Reduz a necessidade pessoas no processo de produção e no controle administrativo da empresa (vide a medida 5 apresentada acima).

 Quanto mais rápido um empresário conseguir entender o motivo do déficit de caixa e, principalmente, quanto mais rápido ele for na implementação de ações para recompor seu fluxo, menos suscetível a oscilações de mercado e mais blindado de crises financeiras ele estará.

Costumo dizer que o dinheiro mais caro é aquele que a empresa não tem, pois quando falta capital de giro a empresa começa a entrar em ciclo negativo perdendo vendas sem poder escolher clientes, perde funcionários por atraso no pagamento de salários e acaba prejudicando ainda mais seu fluxo de caixa ao perder o prazo de pagamento com seus fornecedores.

Caso sua empresa esteja passando por dificuldades financeiras, é recomendável fazer uma análise prévia das medidas que podem ser utilizadas para reverter a situação, pesando os prós e contras de cada alternativa para que o efeito seja o desejado e a empresa sofra o mínimo possível.

Somos especialistas em reestruturação empresarial e realizamos uma análise situacional conjuntamente com um plano de ação para reversão da crise, para que o empreendedor e os dirigentes da empresa entendam a gravidade da situação e as possíveis formas de reverter o quadro.

Conte com nossa colaboração e sucesso nos negócios.

 

Wendell Finotti

Sócio Diretor

 

Você também pode contribuir conosco. Envie suas dúvidas, opiniões e sugestões de temas a serem abordados em nossos artigos. Envie-nos um e-mail para noticias@2finance.com.br e sempre responderemos, em tempo hábil, suas solicitações.

 

Acompanhe também as notícias do mercado sobre o mundo empresarial na nossa página do linkedin: Perfil da 2Finance no LinkedIn. Ali você encontrará notícias com regularidade.